PAINEIRA 3.jpg

Paineira

THIS IS A GREAT PLACE FOR YOUR TAGLINE.

Família: Malvaceae

Nativa do Brasil

 

Botânica: Árvore decídua, heliófila, secundária inicial, há registro de espécimes que alcançaram os 30 metros de altura, com tronco cinzento-esverdeado com estrias fotossintéticas e fortes acúleos rombudos, muito afiados nos ramos mais jovens. O tronco tem boa capacidade de sintetize de clorofila, por isso a coloração esverdeada até quando tem um bom porte, consequentemente este fato auxilia no crescimento ate mesmo quando a árvore esta sem folhas. Outro detalhe que chama atenção é o fato desta espécie apresentar alargamento na base do caule, daí o apelido de "barriguda". As folhas são compostas, palmadas e caem na época da floração. As flores são grandes, com cinco pétalas, de coloração rosadas, com pintas vermelhas e bordas brancas. Há uma variedade menos comum, com flores brancas. Os frutos são cápsulas verdes, que, quando maduras, rebentam (deiscentes), expondo as sementes envoltas em fibras finas e brancas que auxiliam na flutuação e que são chamadas paina.

Sua madeira é usada na fabricação de canoas, aeromodelismo. A resina e a casca são popularmente usadas, cozidas juntas são feitos emplastro usados no tratamento de hérnia, ínguas e queimaduras.

PAINEIRA 1.jpg
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram