CORTICEIRA-DO-BANHADO1 .jpg

Corticeira do Banhado

Erythrina crista-galli

Família: Fabaceae

Nativa do Sul do Brasil

Botânica:  Diferente da corticeira da serra que apresenta fuste reto, alto e tem preferência por solos úmidos de encosta, a corticeira do banhado é característica de ambientes alagados, de pequeno porte e com fuste retorcidos.

As flores carnosas de coloração avermelhada são muito visitadas pelas abelhas.

Utilizada popularmente como medicinal pelas propriedades antimicrobianas, também é considerada tóxica, podendo causar paralisia muscular.

É uma espécie de grande importância ecológica na recuperação de áreas úmidas, beiras de rios e lagoas.

Esta árvore possui um tronco tortuoso, folhas compostas, trifolioladas com folíolos glabros. Os botões florais são alongados, as flores quando abertas têm uma coloração entre alaranjada e avermelhada, semelhante à crista de um galo, daí o nome científico. Como as demais espécies da família Fabaceae, o fruto é do tipo vagem (legume), com diversas sementes de cor acinzentada ou castanha.

A planta possui uma importante função ecológica, fornecendo abrigo para plantas epífitas, além de fonte de alimento para pássaros e insetos. Também, devido a sua florada exuberante é utilizada na arborização urbana e paisagismo de espaços abertos, associada ou não à presença de água.

CORTICEIRA-DO-BANHADO 2.jpg