CORTICEIRA-DA-SERRA 2.jpg

Corticeira da Serra

Erythrina falcata

Família: Fabaceae

Nativa do Brasil

Botânica: Essa espécie perde suas folhas entre o inverno e primavera, dando espaço para suas lindas e vistosas flores de coloração vermelho-alaranjado, muito apreciada avifauna e também pelo consumo humano, sendo consumidas refogadas com alho e cebola, com consistência muito similar a cogumelos.

Também utilizada pela medicina popular contra reumatismo (chá das flores) e calmante (casca).

No período que vai do inverno até meados da primavera a floração das corticeiras dão um charme nas encostas das matas úmidas da serra com um destaque avermelhado em meio ao verde das florestas.

Árvore de médio porte, com ate 25 metros de altura. Tem o tronco tortuoso, espinhento e a é madeira macia, as folhas são compostas, trifolioladas com folíolos glabros e as flores possuem coloração vermelhas, em forma de cálice campanulado. O fruto é uma vagem com sementes dentro, como o feijão. Semelhante ao ipê e as cerejeiras, esta árvore perde suas folhas durante a floração, e quando florida chama bastante atenção, por isso e bastante usada na ornamentação de ruas e parques.

CORTICEIRA-DA-SERRA 1.jpg