Canela-Guaicá

Ocotea puberula

Família: Lauraceae

Nativa do Brasil

Botânica: Canela guaicá é uma espécie de ampla ocorrência em todo país, com pecíolos amarelos relativamente longos e folhas lanceoladas com a borda ondulada que, quando amassadas, exalam o odor característico das canelas.

Produz frutos abundantes muito apreciados pelas aves, que apresentam uma cúpula de cor vermelha. A madeira é leve e mole e por isso pouco utilizada.

O chá da casca é popularmente utilizado para o tratamento de tumores, doenças de pele e furúnculo. As folhas são utilizadas no combate a diarréias e disenterias.

 

 Árvore dioica, perenifólia, de grande porte (de 10m a 25m), revestido por casca parda com ritidoma superficialmente estriado. As folhas são simples, alternas espiraladas, elípticas a oblongo-elípticas, subcoriáceas, glabras. As flores são pequenas de coloração branca, polinizada diversos insetos e abelhas. Floresce durante os meses de julho a agosto e os frutos amadurecem no período novembro a dezembro.

 

Os frutos são bacáceos subglobosos, com pequena cúpula de coloração vermelha. Esta planta costuma ser explorada em florestas de missões, na argentina, devido ao valor comercial da madeira.

CANELA-GUAICÁ 2.jpg